Contactos

Jata Seco Embelezamento Automotivo

  • Pessoa de contato: Márcio Moraes
  • Telefone: +55 (11) 4640-33-38
  • Endereço postal: Rua Minas Gerais, 190 - Morro Branco, Itaquaquecetuba, São Paulo, 08572-450, Brasil

Renovações do site

Os 10 pedágios mais caros do Brasil

Os 10 pedágios mais caros do Brasil
Estradas em que o motorista paga mais para viajar estão concentradas em SP, RS e RJ; vias da CCR também se destacam

04/05/11 16:21

Concessões da década de 1990 pesam mais no bolso

São Paulo – Por mais inacreditável que possa parecer, o Brasil tem tarifas de pedágio abaixo da média mundial. Um estudo do economista Carlos Campos, coordenador de infraestrutura econômica do Ipea, mostra que o brasileiro paga em média 8,77 reais a cada 100 km rodados em rodovias concedidas à iniciativa privada. Já um levantamento do Banco Mundial mostra que o valor médio cobrado ao redor do planeta por concessionárias de rodovias é equivalente a 9,35 reais a cada 100 km. Campos explica as tarifas mais baixas com o fato de que, no país, a maior parte das estradas concedidas estão prontas e só necessitam de reformas e serviços de manutenção. Já no exterior, o vencedor da licitação pública costuma ser obrigado a fazer investimentos bem mais pesados para a construção da via. Logo, só há investidores interessados na concessão se o pedágio for mais alto. Carlos Campos, que fez o estudo com base em números da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), atribui a percepção do brasileiro de que os pedágios são caros ao modelo de concessão adotado principalmente na década de 1990. No ranking das dez estradas mais caras do país publicado por EXAME.com nas próximas páginas, nove foram concedidas à iniciativa privada há mais de dez anos. O economista do Ipea afirma que naquela época o país vivia outra realidade econômica, com taxa básica de juros e risco-país bem mais altos. O fato de o Brasil não ter um histórico de concessões de sucesso também fazia o investidor cobrar um prêmio maior para assumir o risco. O modelo dos contratos não ajudava. O investidor era obrigado a pagar ao governo para assumir a concessão da rodovia – e depois recuperava esse investimento nas praças de pedágio. Por último, os índices de reajuste estabelecidos em contrato para as tarifas se mostraram muito mais altos que o principal indicador de inflação ao consumidor no Brasil, o IPCA. O resultado é que, após vários anos, alguns pedágios se tornaram realmente caros para o motorista – ainda que a média seja razoável.

As 10 praças de pedágio mais caras do país, relacionandas por custo a cada 100 km.

PEDÁGIO VALOR TRECHO
Anchieta-Imigrantes R$33,11 SP-Baixada Santista e litoral sul
Castello Branco R$23,75 Sorocaba e noroeste de SP
Colinas – Castello R$17,37 Interior e noroeste de SP
Rio – Teresópolis R$16,35 Sul do Brasil
Free Way R$15,45 Eldorado do Sul – Porto Alegre
Brita R$14,99 Canela e Gramado
Via Lagos R$14,69 RJ – região dos Lagos
AutoBan R$14,27 Campinas e outras
Dom Pedro I R$14,01 Jacareí/Dutra via Atibaia
Convias R$13,81 Caxias do Sul – RS

Fonte: EXAME.com

Notícias anteriores
Toyota para fábricas no Brasil e Argentina
Toyota para fábricas no Brasil e Argentina

25/04/11 16:31

Decisão se deve a problemas com peças no Japão
Fiat vai lançar crossover compacto para substituir Bravo na Europa
Fiat vai lançar crossover compacto para substituir Bravo na Europa

20/04/11 20:07

Modelo será inspirado no Nissan Qashqai e deve ser lançado em 2013
Shell cria carro de vidro para demostrar fluxo do óleo
Shell cria carro de vidro para demostrar fluxo do óleo

13/04/11 17:24

Veículo transparente mostra todo o deslocamento do óleo Helix Ultra dentro do carro