Contactos

Jata Seco Embelezamento Automotivo

  • Pessoa de contato: Márcio Moraes
  • Telefone: +55 (11) 4640-33-38
  • Endereço postal: Rua Minas Gerais, 190 - Morro Branco, Itaquaquecetuba, São Paulo, 08572-450, Brasil

Renovações do site

Perguntas frequentes

Como faço para limpar os bancos de couro?

Você precisa usar água com uma base de espuma. Uma solução caseira é o uso de sabão de coco líquido, mas tome cuidado principalmente em couro mais claros. A ação do sol pode fazer com que o corante do couro seja transferido para sua roupa e vice-versa. Usando um protetor de couro de boa qualidade (LTT Couro Proteger) vai ajudar a inibir isso. A cor preta não mostra esse problema.
Não use nada que contenha óleos, ceras e silicones (A maioria contêm ceras e óleos), o que acabará por destruir o acabamento do couro. A maioria dos limpadores de carro também contêm óleos ou ceras, portanto, não deve ser usado pois, deixam resíduos na superfície do couro facilitando a penetração de sujeiras e ocasionando rachaduras no couro.
Lenço umedecido é a pior coisa que você pode usar pois, eles irão destruir a pintura do couro. Eles são produtos de limpeza muito forte para neutralizar a urina (ácido) na pele do bebê por este motivo não devem ser usados em couro.
Depois de limpos, você deve seguir a limpeza com um bom protetor de couro à base de água, que agirá como um inibidor de sujeira e manchas e facilitar a limpeza da próxima vez.
É importante manter um regime regular de limpeza. Limpar com um pano úmido regularmente vai ajudar a mantê-los conservados e limpos.


Qual a diferença entre um lustrador e uma cera?

Um lustrador é uma mistura de óleos que são absorvidos pela pintura da mesma forma que a sua pele irá absorver um hidratante. Os óleos do lustrador criarão um brilho mais profundo com aspecto molhado, mas não oferecem nenhuma proteção. Este brilho pode ser selado e sua pintura protegida com a aplicação de uma cera cristalizadora.
O Lustrador é de uso opcional, e tem como objetivo criar uma superfície de alto brilho.
A Cera é de uso obrigatório, e tem como finalidade, proteger a pintura.


POLIMENTO OU ENCERAMENTO NO CARRO?

Quando um carro sai de fábrica, sua chapa é protegida por uma brilhante e dura camada de tinta que tem algo entre 60 e 80 mícron de espessura.

Esta camada é normalmente dividida em cerca de 20 mícron para o "primmer" que é a base da tinta e que permite a adesão da tinta à chapa de aço, e cerca de 40 mícron para a tinta propriamente dita. No caso de tintas metálicas e perolizadas existe ainda uma última camada de verniz incolor. Esta fina camada de menos de 1 décimo de milímetro dá ao carro a aparência brilhante que esperamos ver, e ainda protege o aço contra a corrosão.

A tinta brilha, pois é lisa e sem irregularidades.

DESGASTE:

Ao deixar a fábrica a pintura começa a receber o ataque de poluição, raios infravermelhos e ultravioletas, panos e escovas de lava rápidos, detergentes, etc. O resultado disso é que, com o tempo, a pintura lisa e brilhante vai ficando com pequenas irregularidades, comprometendo a reflexão da luz, e com isso o brilho.

POLIMENTO:

O que normalmente se faz para devolver o brilho à pintura do carro, é através do uso de polidores, remover uma pequena camada de tinta, de modo a devolver à pintura a aparência lisa.

O grande problema desta operação, é que os polidores são abrasivos, isto é, são substâncias muito duras, geralmente óxidos metálicos, capazes de arrancar, por atrito, partículas da tinta.

Este processo de abrasão pode ser intensificado ainda mais pelo uso de máquinas politrizes.

Ao final do processo de polimento uma pequena camada de tinta foi removida, devolvendo à camada externa a aparência original e brilhante. Fica claro que este é um processo limitado e que somente deve ser usado nos casos mais graves.

CERA ALTERNATIVA MAIS COMUM:

Uma outra alternativa muito usual é o uso de ceras para a cobertura da camada pintada. Existem no mercado ceras aditivadas com polímeros sintéticos que aumentam de forma considerável a vida útil da pintura.

A finalidade da cera é preencher as irregularidades criadas sobre a superfície pintada pela ação do tempo, reproduzindo o brilho da tinta nova.

Ao contrário do polimento, a cera não remove a tinta por abrasão, por produzir um filme sobre a tinta, protege-a dos ataques.

Além disso, existem no mercado os chamados cristalizadores. Enquanto o termo cristalização é usado de forma absolutamente aleatória no mercado, significando desde um mero polimento até a aplicação de agentes "cristalizadores", a cristalização propriamente dita é a aplicação de compostos, tipo teflon e/ou silicone que apenas protegem a pintura e outros que reagem com a pintura, geralmente a base de flúor, e que formam um filme duro sobre a camada pintada.

Não é recomendado o uso deste último, pois esta camada dura pode trincar dando a aparência de pele de crocodilo à pintura, sendo a sua remoção bastante difícil.

O ideal é encerar o carro assim que retirá-lo da revenda, garantindo desta forma a proteção da pintura original, e novamente encerá-lo cada vez que ao jogarmos água sobre a pintura não pudermos observar as "bolinhas" de água características da cera.

Uma pintura permanentemente mantida, protegida com cera dificilmente exigirá polimento. Caso o seu carro já tenha perdido o brilho, deve-se providenciar um polimento com o abrasivo – massa de polir, mais fina possível, providenciando uma boa encerada após o polimento.

A partir deste ponto fazer como na pintura nova, mantendo o enceramento regular para evitar a necessidade de novo polimento.

Jata Seco Embelezamento Automotivo


BANCOS DE COURO NATURAL OU ECOLÓGICO?

Quer deixar o seu carro ainda mais bonito? Uma das maneiras é colocando banco de couro. Um dos motivos que muitos proprietários optam por esse tipo de revestimento é a durabilidade e o refinamento que remete aos veículos antigos.
Nos automóveis a qualidade do couro é superior aos demais tipos de revestimento. Isso porque o couro absorve a umidade e age como isolante. Além disso, um legítimo banco de couro resiste naturalmente a descoloração, desgaste, rasgos e desbotamento.
Cuidado: ao optar por revestimentos que imitam o couro você pode acabar comprando um produto de baixa qualidade, que não possui capacidade de absorver umidade e pode rasgar facilmente.
Para não ser enganado e comprar um produto de boa qualidade, atenção as dicas: veja o histórico da empresa responsável pela fabricação e instalação, o prazo de garantia deve ser superior a 1 ano já que os defeitos e imperfeições só começam a aparecer depois de 6 meses, a instalação deve ser perfeita e o couro não deve apresentar sobras ou rugas, seguindo as angulações do banco. Outra maneira de perceber a qualidade do produto é observando se a cor do revestimento é igual na frente e no verso. A igualdade da cor mostra que o couro passou corretamente pelo processo de varação, que é o período, durante a tintura, que a tinta leva para atravessar o material; se a cor for diferente, fica evidente que a tintura não foi feita adequadamente e que o couro irá desbotar.

O COURO ECOLÓGICO, A BASE DE LÁTEX, NÃO PODE SER USADO EM REVESTIMENTOS PARA BANCOS DE CARROS, UMA VEZ QUE SUA DURABILIDADE É MENOR.

Seu uso é recomendado para a indústria moveleira e ainda para a fabricação de roupas, bolsas, mochilas e cintos.
Seguindo todas essas dicas, você fará um bom negócio e deixará o seu carro ainda mais bonito.
Fonte: AUTO SHOW
Jata Seco Embelezamento Automotivo


Quanto tempo uma Cera Cristalizadora dura na pintura?

A maioria dos fabricantes alegam que duram seis meses porém, não há uma resposta padrão sobre esse assunto em virtude das muitas variáveis que podem afetar a durabilidade da cera: tipo e condições da pintura, ambiente local, duração da exposição, qualidade e tipo da cera e sua aplicação, qualidade da lavagem do carro, entre outras. De forma geral, no entanto, é recomendável realizar o enceramento do carro a cada 3 a 4 meses ou quando ao ser passado a mão sobre a superfície de pintura, logo após uma lavagem, notar que a mesma não se encontra lisa.


O que significa "Higienização Interna de veículos" para a Jata Seco Embelezamento Automotivo?

A higiene(Gr. hygieiné) consiste numa prática de grande benefício para os seres humanos. Em seu sentido mais comum, significa: limpeza, asseio. Num sentido mais amplo, compreende todos os hábitos e condutas que auxiliam a prevenir doenças, manter a saúde e o bem estar dos indivíduos.

O aumento dos padrões de higiene tem sido responsável pela prevenção de inúmeras doenças físicas. Estudos socio-epidemiológicos têm demonstrado que as medidas de maior impacto na promoção da saúde de uma população estão relacionadas à melhoria dos padrões de higiene e nutrição da mesma.

Muitas das doenças infecto-contagiosas existentes são encontradas, com frequencia, em locais com baixos padrões de higiene. Tais ambientes, gerados por uma interação pouco consciente do homem com seu entorno, são propícios à disseminação tanto de vetores de doenças (moscas, baratas, ratos e outros vetores) quanto dos organismos patogênicos (bactérias, fungos, protozoários, vermes) . Por essas e outras razões a Organização Mundial da Saúde recomenda asseio e limpeza nos locais em que vivemos, bem como uma série de hábitos que envolvem mudanças de comportamento frente ao meio circundante, como forma de se evitar a propagação dessas doenças.

Higienização Jata Seco Embelezamento Automotivo

Um carro é um dos ativos mais importantes em nossas vidas. Ele transporta-nos de um lugar para outro em uma maneira confortável e confiável. É também um bem mais utilizados em nossa rotina diária.

Desta forma, o carro é um ambiente ideal para os ácaros, fungos e outros organismos patogênicos. Nos estofados eles encontram abundância de alimentos. Os ácaros se alimentam de escamas da pele, entre outros. As fezes excretadas por sua vez é o alérgeno real. As reações alérgicas podem fazer, de acordo com a Federação Brasileira de Alergia e Asma (FBAA) irritação do trato respiratório, asmas, alergias aparentes, resfriados permanentes, espirros, problemas ocular, etc.

Limpar o carro não significa higienização.

É de vital importância manter o carro limpo, porém a higienização vai muito além.
Para que se tenha uma verdadeira higienização, estes organismos devem ser eliminados.
A Jata Seco Embelezamento Automotivo possui produtos altamente eficazes. Neste tipo de serviço utilizamos produtos de grande ação antifúngica e bactericida que remove manchas e odores indesejados, sem necessidade – como é o comumente oferecido no mercado – de desmontar bancos ou carpetes do automóvel. Além disso, o produto tem a propriedade de secagem rápida permitindo que o cliente tenha disponibilidade do seu automóvel no mesmo dia.


A ação do sol prejudica o interior do carro?

Sim! Prejudica e muito!
O efeito dos raios ultravioletas e do calor sobre interior de um carro pode destruir rapidamente a qualidade estética do automóvel e causar danos irreversíveis, além da depreciação do bem. Dado o alto custo de um carro, proteger o interior de um carro contra danos causados pelo sol é tão importante quanto outras manutenções.
É importante lembrar que os danos resultantes do sol e calor não prejudicam apenas o painel, mas todo o interior, incluindo bancos e carpetes e reduzir o valor do carro na hora da venda.
Enquanto não há solução singular para proteger um carro do sol, várias medidas de prevenção aplicadas em conjunto podem efetivamente minimizar os danos.
Sempre que possível, estacione em áreas cobertas. Se não for possível, tente estacionar à sombra ou onde fique menos exposto ao sol.
Se não existir a possibilidade de proteger seu carro do sol, use algum tipo de protetor no parabrisa, geralmente são de papelão dobrável especialmente projetado para absorver o calor.

Revitalize o painel e partes plásticas pelo menos uma vez por mês.
Mas tome cuidado! Revitalizar não significa passar produtos de silicone. O produto deve conter em sua fórmula protetor UV e hidratante especial para plásticos.

Os danos provocados pelo sol devem ser vistos numa perspectiva global. Cada pequena medida de prevenção contribui para minimizar o efeito cumulativo.


Silicone Resseca o painel?

Essa é uma pergunta que muitos donos de carros fazem.
A resposta é: Não resseca porém, há inúmeros problemas causados por ele.
Muitas pessoas passam silicones (líquido ou em pasta) sobre o painel, borrachas e partes plásticas do carro. Será que isso trás bons resultados futuros?
Silicones são compostos quimicamente inertes, inodoros, insípidos e incolores, resistentes à decomposição pelo calor, água ou agentes oxidantes, além de serem bons isolantes elétricos. Podem ser sintetizados em grande variedade de formas com inúmeras aplicações práticas, por exemplo, como agentes de polimento, vedação e proteção. São também impermeabilizantes, lubrificantes e na medicina são empregados como material básico de próteses. Atualmente estima-se que os silicones são utilizados em mais de 5.000 produtos.
O maior problema do uso de silicone é que ele deixa uma fina camada de gordura que acabam retendo poeira. Na parte interna, o processo de evaporação causa efeito indesejado no parabrisa deixando-o engordurado e embaçando com grande frequência, gerando assim, situações perigosas sobra as chuvas fortes.

O que fazer então para deixar o painel sempre com aspecto de novo e protegido contra ação do sol?

A Jata Seco Embelezamento Automotivo desenvolveu técnicas de limpeza e descontaminação dos plásticos e borrachas.
Após todo o processo de limpeza, estes componentes recebem um tratamento especial com revitalizadores apropriados que duram por muitos meses e ainda, os protegem contra raios UV impermeabilizando-os contra a fixação de pó.
A ação do revitalizador é bem diferente da ação do silicone.