Contactos

Jata Seco Embelezamento Automotivo

  • Pessoa de contato: Márcio Moraes
  • Telefone: +55 (11) 4640-33-38
  • Endereço postal: Rua Minas Gerais, 190 - Morro Branco, Itaquaquecetuba, São Paulo, 08572-450, Brasil

Renovações do site

Teste de Produtos

Teste de Produtos

14/04/11

alt text alt text

Sabe aqueles incômodos riscos ou raladinhas na pintura, causados por chave, pedrinhas ou vagas apertadas de estacionamento? Pois agora eles podem ser disfarçados por uma espécie de adesivo, que recobre a área afetada até que o conserto definitivo seja feito.

Recém-lançado no mercado, o StickerFix é uma folha de vinil transparente que pode ser pintada na cor do veículo, cortada por meio de um equipamento especial em diversos formatos, com cantos arredondados, e então aplicada na superfície avariada, previamente limpa com água e sabão neutro. Além de esconder o dano, ajuda a reduzir os efeitos de uma possível corrosão. O produto pode ser usado também preventivamente em locais propensos a arranhões, como as extremidades das portas ou mesmo sob o bocal do tanque, do qual pode respingar combustível.

Desenvolvido pela AkzoNobel, multinacional de tintas e revestimentos, o produto será, ao menos pelos próximos seis meses, oferecido exclusivamente pelas concessionárias Chevrolet e para veículos da marca. Depois de aplicado, dependendo do componente afetado e da cor do veículo, fica difícil perceber o ponto que foi camuflado. Conferimos o desempenho do StickerFix em duas ocasiões: em vários modelos Chevrolet quando de seu lançamento na pista de testes de Indaiatuba (SP) e depois, apenas em dois sedãs Malibu, um prata e um preto. Neste último, o remendo do retrovisor danificado ficou praticamente imperceptível.

"É uma maquiagem muito bem feita", afirma João Contreras, gerente da oficina de funilaria e pintura Contrecar, de São Paulo, que nos ajudou no teste, acompanhando a aplicação do produto em diversos pontos dos dois veículos. Sim, como ele mesmo disse, é uma maquiagem, uma solução temporária e passível de ser percebida com um exame bem minucioso. "É uma boa opção para pequenos riscos." De acordo com Contreras, é possível adiar o conserto de um para-choque dianteiro, que sairia por cerca de 400 reais. O adesivo terá preço inicial sugerido de 60 reais.

Ao contrário de determinados produtos oferecidos no mercado, o StickerFix não se apresenta como uma solução definitiva. Em seu material de divulgação, o fabricante diz: "O produto não substitui o serviço de funilaria e pintura tradicionais". No entanto, ele não sai com facilidade, como uma ação de água da chuva, por exemplo. Para retirá-lo é preciso usar um soprador térmico, algo parecido a um secador de cabelos. Segundo o fabricante, a durabilidade prevista é de seis meses.


CUMPRE O QUE PROMETE? – SIM

O StickerFix esconde bem pequenos danos na pintura do automóvel e não sai facilmente com água, apenas com jato de ar quente.


ONDE ENCONTRAR

Chevrolet: 0800-7024200


alt text

Quem já não viveu a clássica situação de acordar atrasado para o trabalho e, ao tentar ligar o carro, descobrir que a bateria está arriada? O melhor a fazer é ir atrás de um cabo de chupeta para fazer a transferência de energia e conseguir dar a partida.

O polo negativo do método tradicional é que o motorista tem de saber usá-lo corretamente, para que o cabo de transferência não se vire contra o usuário, seja tomando algum choque ou, no pior dos casos, causando curto na bateria e danificando não só seu carro como também o carro doador.

Para evitar que o motorista enfrente esse tipo de dificuldade, existe no mercado uma solução diferente para quem sofre com baterias anêmicas: o recarregador eletrônico Smart Charger.

O princípio é o mesmo do cabo tradicional, porém com um grande diferencial. Em vez de abrir o capô e ligar os polos positivo e negativo de cada bateria, o condutor precisa apenas conectar o Smart Charger no acendedor de cigarros (ou qualquer tomada de força de 12 V) do carro doador, aguardar alguns segundos e, em seguida, acoplar o plugue da outra extremidade do cabo no acendedor de cigarros do cabo receptor. Simples e prático, sem riscos de choque nem da sujeira típica de mexer na área sob o capô. Só é necessário que os dois carros tenham uma tomada de 12V.

O problema do Smart Charger, porém, é que nem sempre o resultado é o esperado, pois em veículos que estão com a bateria muito arriada há grande chance de você ficar horas aguardando o carregamento e não ver o resultado esperado, como verificamos em nosso teste. Por outro lado, em baterias que estão parcialmente recarregadas o resultado é satisfatório.

“Quando usamos um cabo tradicional ligado diretamente na bateria dos carros, temos mais transferência de energia porque a amperagem é muito maior. Com o recarregador eletrônico, a história é outra”, diz Daniel Taniguti, 28 anos, dono e chefe de oficina da Taniguti Injection, em São Paulo (SP), que nos ajudou no teste do aparelho. “Em um carro totalmente descarregado, não conseguimos ter nem de perto o mesmo resultado de um cabo convencional. Além disso, um fio dessa espessura pode sofrer uma queima se precisar ficar carregando por muito tempo uma bateria sem carga alguma.”

É bom lembrar também que, se o fusível do acendedor de cigarros ou da tomada 12 V estiver queimado, o aparelho perde sua função. Ao preço de 59,90 reais (mais o frete), o Smart Charger é uma opção barata, prática e limpa, mas não substitui totalmente o clássico cabo de chupeta.


CUMPRE O QUE PROMETE? – EM TERMOS

O recarregador eletrônico Smart funciona em baterias que não estão totalmente descarregadas. Do contrário, é melhor recorrer ao bom e velho cabo de chupeta.


ONDE ENCONTRAR

www.magazineluiza.com.br


alt text

alt text alt text

Quem tem carro que passa boa parte dos dias exposto ao tempo sabe como os faróis podem sofrer danos até apresentar ligeiras queimaduras na superfície plástica. Além de deixá-lo feio, as lentes foscas podem prejudicar a iluminação. Para muitos proprietários, quando isso acontece, a solução é jogar fora o farol e comprar um novo, já que a maioria dos modelos não oferece a opção da venda da lente em separado.

Porém pouca gente sabe que é possível levá-lo a uma oficina especializada, que resolverá o problema com uma aplicação de lixa e uma cera polidora. Você também não gosta da ideia de ter de ir atrás de um profissional só para cuidar da revitalização do farol? Conheça então o Kit Revita, que possibilita que o trabalho seja feito por você mesmo.

Vendido a 29,90 reais, o kit acompanha duas flanelas, uma esponja para aplicação, quatro lixas (duas de 600 grãos/cm2 e outras duas mais finas, de 1200) e uma cera polidora. O primeiro passo é limpar a superfície do farol. Para isso, molhe a lixa 600 e passe na lente em movimentos circulares. Assim que perceber que o produto retirou boa parte das imperfeições da superfície, repita o processo com a lixa 1200.

Nessa etapa, tome cuidado para não exagerar e remover toda a camada do verniz protetor – sem ele, o farol ficará sujo com facilidade. Depois espalhe a cera polidora com a esponja, até que a lente fique lisa e transparente novamente. Por fim, é só dar o acabamento com a flanela.

Após ler todas as instruções, chegou o momento de avaliar o produto na prática. O teste contou com o acompanhamento do Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi Brasil), que nos cedeu uma cobaia, um Fiat Palio com as lentes completamente foscas. O processo todo não levou mais que 10 minutos e o resultado foi ótimo, como explicou o chefe de oficina do Cesvi, Eduardo Fernandes. “O Kit Revita é uma boa solução para quem tem carro com as lentes opacas. Recupera as lentes rapidamente e pode ser feito em casa sem dificuldades.”


CUMPRE O QUE PROMETE? – SIM

O Kit Revita recuperou um farol que estava totalmente opaco pela ação do tempo em poucos minutos e sem exigir esforço


ONDE ENCONTRAR

www.revita.consultesaude.com
(81) 3241-9000


Fonte: QUATRO RODAS

Artigos anteriores
Guia de Manutenção Preventiva do Carro
Guia de Manutenção Preventiva do Carro

12/04/11

A manutenção preventiva é a solução mais barata de manter o carro em ordem e gastando muito menos do que deixar quebrar para fazer os reparos.
Tudo sobre pneus
Tudo sobre pneus

09/04/11

Aprenda como fazer a manutenção, calibragem, reparo e entenda como funciona o pneu do seu carro
Óleo lubrificante
Óleo lubrificante

09/04/11

Entenda um pouco mais sobre óleos do motor